Breves comentários sobre o gasto energético diário necessário ao seu cachorro

sexta-feira, agosto 05, 2016 Zillá Oliva Roma 0 Comentários



Bom dia!

Hoje vamos falar um pouco sobre as necessidades do cãozinho, especificamente sobre seu gasto energético diário.

E por que isso?

Porque muuuuuuuuuita gente reclama de cachorro, falando que destrói sua casa, seus móveis, contas, livros, etc.

Há quem diga este tipo de comportamento tem a ver com a raça do pet. Outros dizem que os cães sem raça definida (SRD, vulgo “vira-latas”) são os mais enérgicos.

Trata-se de uma justificativa verdadeira, mas isso não significa que se seu pet tiver pouca energia você poderá deixa-lo mofando sozinho dentro de casa o dia inteiro.
Digo isso por experiência própria, aliás.

A Lolla, como vocês sabem, é um basset hound, raça canina conhecida como uma das mais preguiçosas ever, hahahahaha. Pior que eles são superpreguiçosos mesmo, eu vivo tomando cuidado pra não ficar que nem ela. Quanto mais eu fico perto dela, mais preguiça de viver dá. Socorro!





Mas não é por isso que eu não caminho com ela, não brinco, não corro, não jogo brinquedo e petisco. Muito pelo contrário! Devemos incentivar MAIS estes de baixa energia. Faz um bem danado para eles! A Lolla está cada vez melhor, mais esperta e veloz, com a autoestima cada vez mais elevada, o que a torna mais confiante em relação a ela mesma e também quanto aos outros, ajudando, principalmente, em seu contato com humanos e outros cães!


Em relação ao basset hound, especificamente, trata-se de raça canina criada para caçar lebres e coelhos, em terrenos de cobertura densa e de difícil penetração, tanto por sua baixa estatura e suas pernas curtas, quanto por seu excelente potencial de farejo, por meio do qual é capaz de manter o focinho perto do chão por muito tempo para perseguir sua presa.

Portanto, mais uma razão para eu não deixa-la mofando, amargurada. Afinal, sua raça já foi criada justamente pra exercer uma atividade que exige bastante exercício!

Por outro lado, claro que as consequências de se deixar um basset hound ou um golden labrador sozinhos em casa são muito diferentes. O basset hound apronta, mas não tanto. Depende do dia. E depende de quanto tempo ficou sozinho sem nada para se distrair. O golden labrador tem uma energia DO CÃO (literalmente!!!). É lindo, maravilhoso, fofíssimo, parece um urso. Mas eu somente teria um se tivesse uma casa no campo, ou uma chácara/sítio/fazenda, porque eles têm MUITA energia. Mesmo vivendo numa casa grande, eles precisam de muito adestramento e exercícios. Quase que incessantemente. Tem que pensar.

Filhotes em geral, por sua vez, têm energia DE SOBRA e estão sempre buscando novas atividades, fuçando em tudo. Não tive essa experiência com a Lolla, porque a adotei há apenas 10 meses (que parecem 10 anos <3).

E ela é excelente para acompanhar meu estilo de vida (e eu também me mostro adequado para acompanhar o dela, rs). É calma, mas anima na hora certa. Não come os móveis de casa. Eu trabalho à tarde, então fico manhã e noite em casa. Dá pra passear bastante com ela e fazê-la correr no agility dog que tem na área comum do condomínio edilício onde eu moro. Ela AMA e volta supercansada. Fazendo isso pela manhã e pela noite, já é excelente. Amo MUITO!


Aliás, uma das atividades mais recomendadas é a caminhada, que faz bem ao tutor e ao dog, além de estreitar os laços entre si. Se der pra ele ter contato com a natureza, bem como com outros cães, melhor ainda! Só temos de ter cuidado com o asfalto quente em dias muito ensolarados. Se estiver muuuito frio, vale a pena colocar uma roupinha no pet.




Outra dica é fazer carinho no pet de modo a tentar saber se não tem nada de estranho em seu corpo, ao menos aparentemente. Digo isso porque descobri os cistos enormes e duros pelo corpo da Lolla massageando-a. Assim, para além de reduzir o estresse seu e dele, ao fazer carinho no pet você pode perceber eventuais inchaços, nódulos e carrapatos.

Voltando ao assunto anterior, quanto ao comportamento da Lolla, ela também adora ir pro hotel pet quando vamos viajar...volta de lá até dando uma leve esnobada HAHAHA. Graças a Deus ela volta ótima de lá, sinal de que fica muito contente.



O mais complicado em se tratando de adoção de cães adultos é que eles já vêm bastante viciados, no que toca aos seus hábitos e/ou falta de disciplina. A Lolla nunca fez xixi e coco no tapete higiênico, nem no jornal. Ultimamente, tem feito no jornal (!!!), mas do nada parece que ela se esquece, e faz no piso frio da varanda, mesmo. Mas eu ainda insisto porque eu ACREDITO nela. : )

Enfim, estes foram alguns comentários e algumas opiniões minhas a respeito de comportamento canino, resultado de minha experiência própria e de leituras a materiais que costumo consultar e avaliar.

Afinal...


Beijo e até semana que vem,

Zí.



Assuntos Relacionados

0 Comentários :