10/11/2018

O resgate pós quimioterapia para autoestima: Corte e Penteado Terapêutico

O maior impacto que um tratamento de quimioterapia tem é a perda de cabelo. Para a mulher, isso é frustrante, pois ela acaba perdendo sua identidade visual e pessoal durante o processo. No mês de Outubro, a Campanha Outubro Rosa, conscientiza a população sobre o Câncer de Mama e indica a realização de exames para a obtenção precoce do diagnóstico e chances de cura. 

Quando a paciente está em tratamento, ela tem várias opções que pode estar usando, como lenços, perucas, chapéus e outros acessórios. Porém quando o cabelo começa a crescer, ela fica em dúvida. Se usa peruca, a mesma fica escorregando da cabeça e precisa usar pentinho snap ou presilha e não é confortável para a mulher. Já não vai mais utilizar os lenços, chapéus e gorrinhos que usava anteriormente para preencher a careca. É neste momento que surge o corte terapêutico. 

O que é corte terapêutico? “Não gosto de dizer que é novidade, pois não se trata de um produto.  Está sendo falado e muito procurado aqui no meu salão IImpar”, diz Andrea Romano, que também possui um projeto social chamado Contribua com Estilo, onde atende pacientes com câncer do IBCC para doação de perucas.  O corte terapêutico não é somente recomendado para pacientes pós quimioterápicos, mas quem tem calvície Androgenética e Alopecia Areata, pode se utilizar desse recurso. O corte é ideal para não aparentar que a mulher está no final do tratamento ou que ela deixou o cabelo crescer de qualquer maneira ou cuidado. A aparência final é de que o cabelo tenha mais volume.

Nessa mesma linha, existe o penteado terapêutico. Também para pacientes pós quimioterápicos, alopécios e calvos, esse penteado oferece apoio a quem necessita no dia a dia ou em uma ocasião especial. Ele não deixa mostrar falhas ou que o cabelo está com pouca densidade, ralinho. “Nesses casos podemos usar outros recursos como próteses capilares e alongamentos, para quem possuía cabelos longos antes dos tratamentos, por exemplo”, afirma a visagista Andrea Romano.

Os profissionais capacitados para realizarem o corte e penteado terapêutico, são os visagistas que cursaram universidade e que tenham conhecimento de imagem pessoal para conseguir olhar para a paciente e identificar com ferramentas do visagismo, uma nova adaptação para que a mesma se sinta melhor e se identifique com sua imagem própria.

Os benefícios para a mulher vão além do resgate da autoestima pós quimioterapia. Vida social, seguir com projetos profissionais e segurança com ela mesma, são cruciais para um resultado positivo de cura pós tratamento.

Serviço:
IImpar - Instituto de Imagem Pessoal Andrea Romano
Rua Dr. João Batista de Lacerda, 54 - Mooca
Corte Terapêutico
Penteado Terapêutico
Consultoria de Visagismo
Alongamentos e Extensões
Corte, Escova, Colorações

Redes Sociais:

Sobre Andrea Romano:
Consultora de imagem, cabeleireira e visagista, Andrea Romano tem mais de 20 anos de experiência no segmento da beleza. Foi cinco vezes ganhadora do prêmio “Tesoura de Ouro”, o Oscar dos cabeleireiros. Docente da Universidade Cruzeiro do Sul no curso de Estética e Cosmética, e escritora, Andrea Romano é autora do livro “Visagismo - A Construção da Imagem Pessoal”.
Faz parte do time HeadClub, plataforma digital de cursos com os 10 melhores cabeleireiros do Brasil. Em “Extensões e Alongamentos”, Andrea compartilha todo o seu conhecimento sobre os métodos de alongamento de cabelos, apliques e extensões, demonstrando a melhor maneira de trabalhar com cada tipo de cabelo.
Possui um projeto Social: Contribua com Estilo, desde 2013, com o intuito de confeccionar e doar perucas para pacientes quimioterápicos e alopécios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Caso necessite de uma resposta mais rápida, entre em contato através das mídias do blog =)

Follow Us @belezaf5