Flow de Notícias

Bomba: "Lafond morreu por um erro médico", afirma empresário do ator com exclusividade ao repórter do Fofocalizando, Roger Turchetti

Foto: (Reprodução|SBT)
Essa semana o Fofocalizando, SBT, ficou entre os assuntos mais comentados na internet após exibir entrevista exclusiva com o empresário de Jorge Lafond, Marcelo Pádula. 

O empresário falou com exclusividade ao repórter do vespertino, Roger Turchetti, sobre briga na justiça com a família de Lafond e fez revelações bombásticas sobre a morte do artista. 

Segundo Pádula, o ator estava bem debilitado quando foi internado em um hospital de São Paulo, mas com boa perspectiva de melhora. Ainda de acordo com ele, Lafond morreu após uma transfusão de sangue, e que tudo teria sido ocasionado por um erro médico. 

"Nunca falei isso na mídia, mas vou dar uma bomba aqui! O Lafond morreu por um erro médico. Foi dito por um médico que ele não poderia tomar nenhuma transfusão de sangue, porque ele estava muito fraquinho, tinha problema de coração. No dia seguinte a morte dele, o médico conversou comigo e ele falou: 'acabaram de fazer uma transfusão de sangue', aquilo diz que entrou no coração e pufe", contou Pádula. 

Ainda em conversa com Roger Turchetti, Padula afirmou que vivia em uma união estável com Lafond e que o nome dela constava no testamento, porém não recebeu nada da herança. Esse seria o motivo da briga na justiça com a família do ator.  Segundo ele três primos de Jorge Lafond receberam a herança, avaliada em mais de R$2 milhões, dinheiro esse que seria de uma apólice de seguro que o artista havia feito e colocado o empresário como beneficiário. 

"Faz alguns dias, eu tive ganho de causa parcial. Corrigido pela tabela do próprio tribunal, R$ 2,5 milhões, declarou. 

Por terem tido uma união estável, a justiça deu ganho de causa provisória para o companheiro da eterna Vera Verão. 

*Publicado por Jairo Rodrigues - Colunista 





Nenhum comentário