Flow de Notícias

De modelo e estilista, a Conselheira Tutelar Luciane Mello participa da Bienal do Livro

Modelo e estilista, a moradora do bairro humilde da Engenhoca, da Zona Norte de Niterói, no estado do Rio de Janeiro – Luciane Mello de Oliveira - atualmente, desempenha papel importante na relação entre pais e filhos no que tange a questão das drogas e das mazelas que elas geram, no contexto familiar. Luciane executa este trabalho em Niterói, mas com discurso amplificado. Ela incentiva crianças e adolescentes a crescerem enquanto seres humanos, profissionalmente, socialmente e psicologicamente que, assim como ela, têm e tiveram poucas oportunidades na infância. Pois, como cita Luciane – “conhecimento é uma bagagem que não pesa”.

Vista como um exemplo de luta e superação, nos lugares onde atua, Luciane busca orientar e dividir o que aprendeu e viveu com outras pessoas. Em sua adolescência foi marcada pela perca de muitos amigos causado, principalmente, pela violência e pelas drogas. Esta dor a incentivou a estudar e a se formar como Conselheira em Dependência Química, função que atuou por mais de 10 anos, de forma voluntária. Isto lhe serviu de bagagem e combustível para galgar outra função, a de Conselheira Tutelar.

No período em que exerceu a função de Conselheira Tutelar e Conselheira Presidente na jurisdição da Zona Norte de Niterói, pode colaborar com a reconstrução de centenas de famílias. Unindo a vasta experiência na escuta, aconselhamento e palestrante na reconstrução da autoestima e na imagem de muitas crianças e adolescentes, Luciane se transformou numa figura proeminente nos seus trabalhos.

A alegria de viver e de se doar ao próximo criou em Luciane outro talento, o de cantar e compor. Amante da música desde os 7 anos de idade, este talento só tendeu a crescer. E quem pensa que a moça parou por aí, engana-se.

Luciane, em meio a esse turbilhão de atividades descobriu mais um talento – o de escritora. De toda a sua experiência de vida e profissional nasceu o livro "Gritos do futuro inocente". O livro, lançado na Bienal do Livro 2019, é uma história que nasceu do coração da autora, reflexo de tudo que ela viu e sentiu em todo esse tempo.

Neste livro, Luciane apresenta ao seu público leitor a proposta de despertar, de trazer de volta o amor dos pais para os filhos. “Fazer com que esses pais ou responsáveis entendam que a responsabilidade nunca deixou de ser deles, essa criança foi gerada, nasceu e para seguir o ciclo da vida precisam de amor, limites, atenção...”, declara Luciane Mello.

Para Luciane, estas crianças e adolescentes precisam de alguém que não desistam deles. Analisa que esta criança ou adolescente está em desenvolvimento. Ou seja, “Gritos do futuro inocente” é o grito de cada criança ou adolescente que com a alma clama por uma vida melhor, no presente, com mais amor e respeito, resultando em um futuro melhor. "Filhos são herança do Senhor”, declara Luciane Mello.